quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Endémicas dos Açores #16: Cardamine caldeirarum







Cardamine caldeirarum Guthnick ex Seub.
Erva vivaz, com 20 a 40 cm; folhas penatissectas com segmentos com margens crenadas ou crenado-dentadas; flores com 4 pétalas brancas.
Tipo biológico: hemicriptófito;
Família: Brassicaceae (Cruciferae)
Distribuição: Planta endémica dos Açores. Ocorre em todas as ilhas do arquipélago, com excepção da Graciosa.
Ecologia/habitat: sítios permanentemente húmidos em prados naturais e pastagens de montanha, crateras, margens de linhas de água, taludes à beira de estradas e caminhos, geralmente, a altitudes superiores a 400m.
Floração: de Maio a Agosto.
[Local e data: ilha de S. Jorge (Açores); 24 - Julho - 2017]
(Clicando nas imagens, amplia)

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Endémicas dos Açores # 15: Pé-de-pomba (Ammi trifoliatum)







 Pé-de-pomba [Ammi trifoliatum (H. C. Watson) Trel.*]
Erva bienal que pode atingir até 170 cm. de altura; com raízes engrossadas, caules um tanto lignificados; folhas bi-tripenactissectas; flores (com sépalas vestigiais ou delas desprovidas e com 5 pétalas brancas) dispostas em umbelas terminais pouco densas.
Família:  Apiaceae (Umbelliferae);
Distribuição: Planta endémica do arquipélago dos Açores, ocorrendo nas ilhas de São Miguel, Terceira, São Jorge, Pico, Faial, Graciosa, Flores e Corvo, sendo que a presença na ilha Graciosa é considerada pouco significativa. Inexistente na ilha de Santa Maria.
Ecologia/habitat: terrenos declivosos (crateras, ravinas e taludes na berma de estradas e caminhos) em geral a altitudes acima de 400m.
Floração: de Julho a Setembro.
Estatuto de conservação da espécie: "Vulnerável".  "Espécie protegida pela Convenção de Berna e pela Directiva Habitats". (Fonte)
*SinonímiaPetroselinum trifoliatum H.C.Watson (Basónimo)
(Local e data: Ilha de S. Jorge; 24 - Julho - 2017)
(Clicando nas imagens, amplia)

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Endémicas dos Açores #14: Patalugo-maior (Leontodon filii)









Patalugo-maior [Leontodon filii (Hochst. ex Seub.) Paiva & Ormonde]

Erva perene (tipo biológico: hemicriptófito) da família Asteraceae.
Distribuição: Planta endémica do arquipélago dos Açores, mas presente apenas em quatro ilhas do grupo central do arquipélago (Terceira, S. Jorge, Pico e Faial).
Ecologia/ habitat: prados de montanha, depósitos de inertes vulcânicos, terrenos declivosos (crateras, ravinas, taludes à beira de estradas e caminhos), por via de regra, a altitudes superiores a 600m.
Floração: de Julho a Setembro.
[Locais e datas: ilhas de S. Jorge e do Pico (Açores); de 23 a 27 de Julho de 2017]
(Clicando nas imagens, amplia)

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Endémicas dos Açores #13: Queiró (Daboecia azorica)










Queiró (Daboecia azorica Tutin & Warb.)
Pequeno arbusto que normalmente não ultrapassa 15cm de altura, muito glanduloso; flores com corola glabra, em forma de gomil, de cor que pode ir do rosa ao púrpura.
Tipo biológico: Caméfito;
Família: Ericaceae;
Distribuição: Planta endémica do arquipélago dos Açores, mas presente apenas nas ilhas de  S. Miguel, Pico, Faial e S. Jorge.
Ecologia/habitat:  encostas de montanha, crateras, correntes de lava,  prados naturais,  geralmente a altitudes acima de 500m.
Floração: de Maio a Julho.
(Local e data: Ilha de S. Jorge - Açores; 23 - Julho - 2017)
(Clicando nas imagens, amplia)

sábado, 9 de setembro de 2017

Endémicas dos Açores #12: Smilax azorica









Smilax azorica H.Schaef. & P.Schönfelder
Planta trepadeira lenhosa, só recentemente autonomizada da sua congénere Smilax canariensis (esta presente nas ilhas Canárias e na Madeira).
Tipo biológico: fanerófito;
FamíliaSmilacaceae;
Distribuição: Planta endémica do arquipélago dos Açores, presente em todas as ilhas do grupo oriental (Santa Maria e S. Miguel) e do grupo central (Terceira, S. Jorge, Pico, Graciosa e Faial), mas ausente das ilhas do grupo ocidental (Flores e Corvo).
Ecologia /habitat: "Florestas naturais de Juniperus, Laurus e Ilex, plantações de criptomérias, bosques de Pittosporum" (fonte).
(Local e data: Ilha do Pico - Açores; 28 - Julho - 2017)
(Clicando nas imagens, amplia)

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Endémicas dos Açores #11: Euphorbia stygiana subsp. stygiana









Euphorbia stygiana subsp. stygiana
Arbusto com caules erectos, robustos, ramificados que pode atingir vários metros de altura, com folhas lanceoladas, coriáceas, inteiras, com 15 cm, ou mais, de comprimento; flores verde-amareladas, agrupadas em grandes inflorescências umbeliformes.
Tipo biológico: Fanerófito;
FamíliaEuphorbiaceae;
Distribuição: planta endémica dos Açores, presente em todas as ilhas do arquipélago, com excepção das ilhas de Santa Maria e Graciosa.
Ecologia/habitat: locais com humidade permanente, na orla e clareiras de florestas, crateras, ravinas e margens de ribeiras, geralmente, a altitudes que vão desde os 600m até aos 1100 m.
Floração: de Maio a Junho.
(Local e datas: ilha do Pico; 28/29 - Julho 2017)

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Endémicas dos Açores: #10 - Leituga-dos-Açores (Tolpis azorica)







Leituga-dos-Açores [Tolpis azorica (Nutt.) P.Silva]
Erva perene, glabra, com caules erectos, muito ramificados, que podem atingir até 70cm de altura; folhas oblongas, profundamente dentadas; flores amarelas reunidas em capítulos dispondo-se estes em inflorescências corimbiformes, mais ou menos densas.
Tipo biológico: caméfito;
Família: Asteraceae / Compositae;
Distribuição: Planta endémica  do arquipélago dos  Açores, com ocorrência em quase todas as ilhas. São excepção as ilhas de Santa Maria e Graciosa.
Ecologia/habitat: orla e clareiras de florestas naturais, prados de montanha, encostas  e ravinas, taludes e bermas de estrada e caminhos, em sítios húmidos e, geralmente, acima dos 600 m de altitude.
Floração: de Julho a Setembro.
(Locais e datas: ilhas de S. Jorge e do Pico; 24 a 27 - Julho - 2017)